Arquivo da categoria: Almirante Tamandaré

Teatro do Paraná está em luto: Luiz Afonso Burigo

BurigoÉ com pesar que informamos o falecimento, nesta quarta-feira (28), de Luiz Afonso Burigo, aos 76 anos.

Em nota, no portal, A Secretaria de Estado da Cultura lamenta o falecimento do figurinista.

“O teatro do Paraná chora nesse dia. Burigo foi um grande amigo, um homem de teatro que dedicou a vida às artes cênicas. Trabalhamos juntos desde 1979. Um artista completo e dedicado. Fica a saudade do amigo. Fica a saudade do artista que sempre amou a nossa profissão”, comentou o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani.

O Velório acontece na Capela 1 do Cemitério Municipal do Água Verde. O sepultamento está marcado para amanhã (29/03), às 10h, no Cemitério do Água Verde.

Homenagens

Teatro Lala lamenta o falecimento de Luiz Afonso Burigo

O teatro Lala Schneider informa o falecimento do nosso colaborador e amigo LUIZ AFONSO BURIGO! Figurinista… Professor… Acima de tudo um homem de teatro! Nossa homenagem a essa personalidade única! Nossos sentimentos aos familiares, amigos, atores e alunos, que conviveram com ele. O velório acontece no Cemitério da Água Verde. O sepultamento será dia 29/03 às 10h.

Curiosidade: 

Jornalista e figurinista, também foi professor do Curso Técnico de Teatro e Ator, do Colégio Estadual do Paraná. Vencedor do Troféu Gralha Azul por 6 vezes, inclusive na primeira edição do prêmio, em 1974.

Fez figurinos para produções do Teatro de Comédia do Paraná, Balé Teatro Guaíra e diversas companhias paranaenses

 

Anúncios

Professores e pais de alunos fazem protesto na praça Tamandaré

Professores e pais de alunos que estão com atividades esportivas suspensas em Balneário Camboriú farão um protesto hoje, às 14h, na praça Almirante Tamandaré. Eles querem que a prefeitura contrate os 49 professores que fazem o esporte de rendimento na cidade.

Douglas Costa Weber, responsável comitê financeiro de Balneário Camboriú, explica que a prefeitura está impedida de contratar novos servidores por conta do limite prudencial. Ele se reúne agora à tarde com conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para rever o limite. A ideia de Douglas é apresentar uma nova fórmula de cálculo, baseados em medidas adotadas por outras cidades brasileiras.

Uma mudança seria em relação ao entendimento do pagamento da Emasa à empresa Ambiental, que faz a coleta de lixo na cidade. Atualmente, esse pagamento é entendido pelo TCE como folha de pagamento. “Esse recolhimento de lixo é uma terceirização, entendemos que é uma concessão e não deveria computar na folha de pagamento”, explica Douglas.

Se o TCE entender dessa forma, a prefeitura liberaria da folha de pagamento R$ 15 milhões ao ano e um pouco mais de um milhão ao mês, o que liberaria um percentual para investir em atividades no município.

Com isso, os professores poderiam ser contratados para voltar às atividades no município. A prefeitura fez uma reunião com os professores hoje de manhã para repassar essa situação e ficou de passar novidades após a conversa com o TCE.
Fonte:  https://diarinho.com.br/noticias/geral/professores-e-pais-de-alunos-fazem-protesto-na-praca-tamandare/#e7KHLBe1lxdJyDsj.99